Nubank terá que pagar R$ 10 mil após Pix feito em celular roubado

05/08/2022
/
143 Visualizações

Um cliente entrou com ação contra o Nubank após resposta da fintech sobre transferências indevidas. Saiba mais. (Autora Rafaela Medolago)

Em maio de 2021, uma cliente do Nubank teve seu celular roubado. Os criminosos invadiram o aplicativo da fintech e realizaram uma transferência via Pix no valor de mais de R$ 6 mil.

No caso, a cliente informou no processo que foi vítima de duas transferências que somam R$ 6.690. Ao informar o Nubank logo após o roubo, a empresa não fez o ressarcimento e usou como argumento que a transferência foi feita com a conta e a senha da usuária. A usuária acionou a Justiça e o banco digital foi condenado a pagar uma indenização de quase R$ 10 mil.

Ação contra o Nubank
Após a resposta do banco, a cliente decidiu entrar com uma ação contra o Nubank. O juiz responsável pelo caso afirmou que a fintech deve responder pela indenização de danos, uma vez que a mulher possui provas de que as transferências não foram realizadas por ela, já que foi registrado um Boletim de Ocorrência sobre o roubo do celular.

Ele também lembrou que todas as movimentações efetuadas são de conhecimento da fintech em tempo real, o que possibilita um impedimento imediato em casos como esse.
 
Além dos danos materiais, o juiz ainda reconhece que houve danos morais, já que toda a situação gerou transtornos para a cliente.

A decisão foi feita no dia 13 de junho de 2022. A instituição financeira foi condenada a restituir os R$ 6.690 da transferência, com correção monetária desde o dia do ocorrido. Além disso, pelos danos morais, a fintech terá que pagar mais R$ 4.000. As despesas processuais também serão de responsabilidade do Nubank.

Indenizações da fintech  
Em abril deste ano, o Nubank foi obrigado a indenizar um cliente em R$ 5,1 mil. Nesse caso, o cliente também teve o celular roubado e os criminosos conseguiram transferir todo o dinheiro da conta da fintech.

Para a juíza do processo, o ocorrido foi uma falha de segurança do Nubank. Além da indenização, o banco teve que arcar com os gastos processuais. (Fonte: Seu Crédito Digital)

Notícias Feeb/PR

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS