Bradesco ganha autorização do Cade para assumir banco Digio

25/11/2021
/
200 Visualizações

(Por Jadre Marques Duarte Junior)

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou ser nenhum tipo de restrição a compra do banco digital Digio pelo Bradesco. A compra ocorreu no mês de outubro, mas ainda era necessário passar pelo aval do Cade. Sendo assim, o Bradesco agora passa a ter indiretamente 100% do capital social e votante do Digio. Vale lembrar que o Digio é controlado diretamente pela Kartra Participações e, indiretamente, pela Elo Participações e pelos grupos Banco do Brasil e Bradesco, por meio da BB EloPar e da Bradescard, respectivamente. A aprovação da compra do Digio pelo Bradesco já consta no Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com o contrato, o Bradesco adquiriu agora os 49,99% do banco Digio que ainda não possuía. O valor da compra foi de R$ 625 milhões e a operação ocorreu entre a Bradescard Elo e a BB Elo.

Saiba mais sobre o interesse do Bradesco em comprar o banco Digio
Em outubro, o Bradesco informou que se interessou pelo Digio porque ele é um banco digital que oferece a seus clientes uma experiência diferenciada para fazer pagamentos e outras operações financeiras.

Hoje, o Digio tem cerca de 2 milhões de cartões de crédito, além de oferecer conta e crédito pessoal a seus clientes. Já a carteira de crédito do Digio é de em torno de R$ 2,5 bilhões.

De acordo com o Bradesco, a compra do Digio está alinhada com a sua estratégia de investir em empresas digitais. Dessa forma, o Bradesco pode diversificar ainda mais a sua atuação e atingir novos públicos.

Por fim, o Banco do Brasil (BB) também se beneficiou muito ao fazer a venda do Digio para o Bradesco. Afinal, o impacto no resultado do BB é de cerca de R$ 175 milhões, via equivalência patrimonial. Contudo, mesmo com essa venda, não haverá efeito material no capital do BB. (Fonte: Seu Crédito Digital)

Notícias Feeb Pr

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS